A coleção Girolhar conta com conteúdos e recursos adicionais que farão da experiência de aprendizagem um momento envolvente, inclusive para a família.

É um material didático que possibilita aos educadores e às crianças serem protagonistas nas decisões para conduzir o processo de aprendizagem. Trata-se de um projeto original e diferenciado que foi construído de forma colaborativa, ouvindo escolas, professores e especialistas em Educação Infantil.

Uma coleção para crianças do século XXI

O Giro traduz o movimento, que é uma linguagem típica das crianças, remete também aos rodopio presentes em tantas brincadeiras e brinquedos infantis.

O Olhar trás à Coleção a importância do ver e do ser visto, de dar visibilidade às infâncias, à criança como sujeito de direitos, protagonista, potente e capaz.

CADA KIT É COMPOSTO POR:

2 livros – um módulo por semestre.
2 blocos de material de apoio – um módulo por semestre.
Pasta da família – com recursos para envolver os familiares na educação das crianças.
Sacola Girovai Girovem – para facilitar a comunicação entre familiares e escola.
2 livros físicos de literatura + 1 livro digital.
Fichas da família – para comunicar aos familiares os momentos especiais de aprendizado com a criança.
Kit para espiar.

LITERATURA INFANTIL: Literatura infantil coleção Quem sou eu?, produzida exclusivamente para o Girolhar. Apresenta, de forma lúdica, grandes personagens da história da arte da literatura para as crianças.

SACOLA GIROVAI GIROVEM: Para facilitar a comunicação entre familiares e escola. FICHA DA FAMÍLIA, para comunicar aos familiares os momentos especiais de aprendizado com as crianças.

CUBETTO: A coleção conta com o projeto de robótica e pensamento computacional – o Cubetto, o simpático robozinho da coleção Girolhar, que é um convite à aventura e às descobertas.

Conheça o Cubetto:

De jeito nenhum. As cem estão lá.

A criança
é feita de cem.
A criança tem
cem linguagens
e cem mãos,
cem pensamentos,
cem maneiras de pensar,
de brincar e de falar.
Cem e sempre cem
modos de escutar,
de se maravilhar, de amar
cem alegrias
para cantar e compreender.
Cem mundos
para descobrir
Cem mundos
para inventar
Cem mundos
para sonhar.
A criança tem
cem linguagens
(mais cem, cem e cem),
mas roubam-lhe noventa e nove.
A escola e a cultura
lhe separam a cabeça do corpo.

Dizem à criança:
de pensar sem as mãos,
de fazer sem a cabeça,
de escutar e não falar,
De compreender sem alegrias,
de amar e maravilhar-se
só na Páscoa e no Natal.
Dizem à criança:
de descobrir o mundo que já existe
e, de cem,
roubam-lhe noventa e nove.
Dizem à criança:
que o jogo e o trabalho,
a realidade e a fantasia,
a ciência e a imaginação,
O céu e a terra,
a razão e o sonho,
são coisas
que não estão juntas.
E assim dizem à criança:
que as cem não existem.
A criança diz:
de jeito nenhum. As cem existem.

– Loris Malaguzzi
Tradução de Lella Gandini

Para dúvidas e informações:

[email protected] 
0800 718 0077

A Editora Edebê escreve sua história junto com você!

Clique aqui e conheça nosso catálogo
Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google